29 de mar de 2010

Para Drica e Tiago, por ocasião de seus votos.
Amar na vida
De alguma forma
É ser medida
Sem ter a norma

Entra no jugo
Com teu amor
Regra de jogo
Sem vencedor

Pois nada disso
Mede uma régua
Se for preciso
Ame sem trégua

Perca o logos
Mude o ethos
Suba em topos
Desça em tetos

E algo que temas
Em vão será
Sumirão estrelas
Surgirá um mar...

11 de mar de 2010

para Michel
Nada! Buscar plenitude no vazio.
(Cair em contradição calado.)
Responder perguntas simples
Com longos beijos...

Nada? Fugir da certeza de ser.
Preferir a cor do esquecimento.
Angustiado das questões da vida,
Negar os beijos...

Nada. Cobrir-se rápido de si;
Sentir calor aproximado
No confuso objeto do sujeito:
Pedir mais beijos...


%

2 de mar de 2010

Parece que nasci para ter e perder as coisas.
Já tive de quase tudo
e já perdi mais de um bocado!

Já perdi brinquedos
e roupas;
Já perdi móveis
e elétrons;
Já perdi chaves
e trancas;
Calçados e caminhos;
Ideias e poemas;
Livros e pó...

O pó dos livros do meu quarto,
depósito de minhas células mortas;
Perdidas e achadas,
quando espirro.