18 de jul de 2012

Para Piaf.

Amizades e relações precisam de telhas,
Telhados de barro e telhados de vidros.
Precisam de eiras, de beiras,
Não de tribeiras.
Nada que sobre ou nos esnobe.

Relações e amizades carecem de persianas.
Cortinas floridas ou de renda,
e dessas treliças
Pelas quais vemos sem ser vistos.
Nada de janelas travadas impossíveis de pular.

Por assim,
Sorvo e sopro nossa missão:
Atirando pedras em nossos telhados;
Dormindo embaixo de nossos beirais;
E atravessando as janelas do peito
Para se enrolar nas gelosias do coração.