16 de mar de 2011

Sempre pensei que a felicidade fosse
uma rota sem rumo
no mundo inteiro...

A felicidade tosse uma fome da gota no Além-mundo.
O fim das coisas acho pequeno.
O fim das pessoas menor ainda.
Amo uma loucura que não desvendo e amei outra que já é finda!

(Sempre quis
que ser feliz
tivesse algo
de tudo que não tenho.)

Procurei demais essa bala perdida;
Agora sei por que desdenho!