30 de jan de 2017



O pecado não nos envelhece,
Mas o corpo já envelheceu.

Corpo e pecado
Estão em estado
De conurbação.
O corpo é conturbado
Pelo conúbio
Da civilização.

O corpo não nos envelhece,
Mas o pecado se envelheceu.

O corpo é nossa
Última matéria
De ocupação.
O pecado é ideia
Que transgride
A ideia de conspiração.

Existe um fluxo pendular,
Sem hora certa,
Nenhum lugar,
Entre teu corpo e meu pecado colposcópico,
Que faz de toda essa cidade um dormitório;
E gasto todo meu pecúlio em tua pecha,
Que não me fecha
Só porque sou
Teu compulsório.