9 de fev de 2012

Espelho I

Viajo em desenhos técnicos
E em filosofias quânticas.
Pensava eu, que deveria medir meus atos e descasos
Com uma precisão milionésima.
Gosto de astronomia e de futebol,
E sempre achei mais fácil bater em gol
Do que em meus amigos.
Queria entender mais de matemática
E menos de poesia,
Talvez assim tivesse algum dinheiro e fosse mais amado.
Quanto à música...?
Ah, essa seria como deve,
Sem dever nada a ninguém.

Espelho II

Viajo em desenhos abstratos
E em física mecânica.
Pensava eu, que deveria medir meus passos e tratados
Com uma precisão milimétrica.
Gosto de gastronomia e de kung fu,
E sempre achei mais fácil bater num saco
Do que em meus problemas.
Queria entender mais de metafísica
E menos de ser besta,
Talvez assim tivesse algum conceito e fosse mais ligado.
Quanto à música...?
Ah, essa seria como pode,
Sem poder nada a ninguém.

...