3 de fev de 2009

*
Tijolos de areias e pedras e algas constroem o meu corpo
Minha vida de ferro
E ferrugem
Foi corroída pela maresia do mar dos sentimentos
Os peixes desse mar
Alimentam-se dos tijolos do meu corpo
E eu para me proteger
(ou para fugir, não tenho certeza...)
Tenho feitos corais ao meu redor
Preciso desses corais para sobreviver no mar
Mas preciso desse mar
Preciso
Como quem precisa de água para matar a sede após o sexo
E preciso do meu corpo
Para alimentar os peixes e fazer sexo
Deitado em meus corais
Transar com o mar e com os peixes
Então minha vida de ferro se desmanchará
E farei parte dos peixes...
E farei parte do mar...
*